OBJETOS


Ventó em laca cinnabar de cor vermelha e decorada com dragões. Interior com 3 gavetas e verso da porta lacado a negro com motivo vegetalista. Ferragens em cobre. Período Edo/Meiji. Japão, séc. XIX. Dim. 19,5x18x24,5cm.




                                                                         







Contador com duas portas e tampa de levantar, em madeira inteiramente revestida a marchetaria de marfim gravado a negro, tartaruga, e madeiras exóticas de diferentes espécies. Contém um compartimento interior com diversas divisórias e seis gavetas simulando nove com frentes em marfim vazado e tingido de verde. Ferragens em bronze dourado. Guzarate - Índia Mogol. Primeira metade do séc. XIX.





Procissão com Palanquim. Grupo escultórico em marfim proveniente de Goa ou Lucknow, sécs. XVIII-XIX. Dims. 23 x 9 - 8,5 cm
.............................................................................................................................................
A base de sustentação deste invulgar grupo escultórico tinha em um dos cantos uma fissura parcialmente quebrada. Algumas das figuras apresentavam os respetivos pontos de apoio soltos ou mesmo partidos, o conjunto evidenciando ainda múltiplos resquícios de antigas colagens já calcinadas. Tudo foi corrigido e efetuada uma limpeza geral da plataforma e demais componentes.










Escultura em madeira lacada e dourada, simbolizando Zhenwu, divindade taoista, sentado com o pé direito subjugando a serpente, e o esquerdo a tartaruga. China, séc. XVII. Alt. 49 cm.





Par de Leões Budistas, em ferro com traços de policromia, assentes sobre bases rectangulares em madeira. Possivelmente Dinastia Ming, com bases posteriores. Dimensões 40 x 31 - 67 cm. 





Par de grandes apliques em prata nepalesa - Dim: alt. 1,32mt





Espelho policromado de estilo Arte Nova, construído em ferro fundido e revestido com gesso. Alt. 51cm.
...........................................................................................................
Este magnífico espelho revelava sérios danos na policromia. Foi esta parcialmente refeita no plano inferior, bem como nos diferentes pontos em falta. Um dos braços da figura esquerda que se encontrava quebrado foi consolidado.




Cofre em madeira com tampa piramidal, talhado com motivos geométricos. Norte da Índia, Rajastão, séc. XIX





Caixa de jogo de mahjong em madeira lacada a negro com aplicações em latão e jadeíte representando motivos vegetalistas. Peças em osso e bambu. Dim. 20x15x32cm.
.............................................................................................
Este jogo de mahjong, que integrava uma caixa ricamente elaborada e adornada de pedras em jadeíte, apresentava, contudo, manchas profundas na superfície. No restauro, optou-se pela execução de uma lacagem a negro, em sintonia com as características e origem. Os metais foram limpos e as pedras polidas.





Caixa de jóias, construída em madeira de paulownia. Japão, séc. XX.





Intervenção em réplica de escultura em gesso de Michel Pascal.





Contador flamengo do séc. XVII em pau-santo e outras madeiras, com 10 gavetas com embutidos em tartaruga, emolduradas por filetes em metal dourado e frisos torcidos em madeira de ébano.





Gramofone. Primeiro quartel do séc. XX.





Contador japonês do período Edo (séc. XVII/XVIII), lacado com incrustações de madrepérola e hiramaki-e de ouro em motivos florais e ferragens em cobre.





Porta Livros Islâmico. Médio Oriente, séc. XX.
..........................................................
Devido a um incidente, esta peça apresentava, em uma das extremidades, três remates fragmentados e um em falta, tendo sido este último reproduzido. Diferentes filetes em madeira foram consolidados e refeito um elemento em madrepérola, que se perdera. Por fim, toda a peça foi objeto de limpeza e renovado o acabamento.






Caixa Vizagapatão em madeiras de sissó e sândalo, revestida a tartaruga e marfim. Pés zoomórficos em marfim. Índia, finais do séc. XIX.





Caixa de relógio em madeira de mogno. Reconstrução do adorno cavalo e respectivo assentamento.





Consolidação de escultura de barro da Última Ceia, do autor F. Cardoso.





Espingarda de caça com dois canos e sistema de percussão, séc. XIX - Comp. 141cm.





Grafonola de viagem de marca Columbia, primeiro quartel do séc. XX.





Caixa em madeira lacada a negro, charão com decoração em ouro de figuras e casario. Japão, séc.XIX.





Restauro e pintura em cor prata envelhecida em máquina registadora de marca National.





Caixa em madeira de paulownia parcialmente lacada. Tampa composta por marchetaria em madeira e madrepérola, com motivos figurativos e vegetalistas.





Tabuleiro em madeira lacada a negro ricamente decorado com pinturas agrárias. Japão, período Edo (sécs. XVII/XIX).



Mais desenvolvimentos em: www.migueltomaz.pt/galeria_indice.php










































Comentários

Mensagens populares deste blogue