TRABALHOS



Restauro de mesa de chá de origem chinesa, composta por dois pratos circulares em latão relevado decorados com detalhes de fénix, folhas e um dragão central. Pernas torneadas em madeira exótica. Finais do séc. XIX.


Restauro de mesa de jogo de estilo Dª. Maria. Marchetaria de espinheiro, pau-rosa e pau-santo. Portuguesa, construída nos finais do séc. XIX.
......................................................................................
Revisão e consolidação do tampo devido ao levantamento parcial do folheado.


Restauro de arca de origem macaense dos finais do séc. XVIII /início do séc. XIX, em madeira de cânfora revestida a couro. Motivos policromados com pregaria. Dim. 104x59x49cm.


Restauro realizado em cómoda de estilo Luís XV, faixeada a pau-santo. Ferragens e guarnições em bronze dourado e tampo em pedra mármore. Meados do séc. XIX.


Restauro realizado em cadeira de braços "à médaillon" em nogueira, de estilo D. Maria. Substituição do tecido no assento e espaldar, orlado a cordão de cânhamo.


Restauro realizado em cómoda abaulada de estilo Luís XV, folheada a pau-santo. Marchetaria com motivos vegetalistas em madeiras de espinheiro e pau-rosa. Metais em latão e bronze dourado. Construída no início do séc. XX.


Restauro realizado em mesa de apoio com ornatos em bronze dourado. Egipto, séc. XX.


Restauro de secretária de estilo A Abattant, em madeira de cedro e folha de olho de perdiz. Meados do séc. XIX.
...........................................................................................................
O mau estado e deterioração eram significativos nesta elegante secretária, acusando diferentes faltas de perfis e na folha em madeira, dos dois varões frontais incluindo os capitéis, e da pedra mármore que deveria encimar a peça. Foram igualmente reparadas algumas gavetas. No tampo, a deficiente articulação obrigou à reparação dos pontos de apoio; foi-lhe também necessária a substituição do veludo original. No geral, devido às numerosas manchas na superfície da madeira, removeu-se inteiramente o acabamento, que de novo foi refeito. Por fim, os metais foram recuperados e limpos.


Restauro de par de cadeiras com assento e espaldar em couro lavrado com pregaria, do séc. XIX.


Restauro de papeleira de estilo Luís XV, em marchetaria de pau-santo. Embutidos vegetalistas em madeiras de espinheiro e pau-rosa. Metais em latão e bronze dourado. Início do séc. XX.


Restauro de arca construída em madeira de castanho com ferragens e pregaria em latão.


Restauro de secretária de estilo À Abattant de estilo Luís XVI, com marchetaria em madeiras de pau-rosa, amaranto, ébano e outras. Frisos em madeira entalhada e dourada. Séc. XIX.
....................................................................................................
Esta magnífica secretária apresentava alguns danos, nomeadamente o muito mau estado de dois dos pés, alvo de parasitas. Foram substituídos e toda a peça sujeita a cuidadoso expurgo.
Na vistosa superfície, estavam em falta vários dos embutidos de madeiras que originalmente compunham o seu desenho, e que foram refeitos. No final, foi a peça integralmente polida.


Restauro realizado em cadeira romântica, finais do séc. XIX.


Intervenção de restauro realizada em cama de solteiro, em madeira de cerejeira.


Restauro de cómoda construída em madeiras de amaranto, vinhático e cedro do Brasil, finais do séc. XIX.
............................................................................................................................
A esta cómoda, numa anterior e distante intervenção, foi aplicado um acabamento que camuflava a beleza das madeiras diversas que a compõem. Também os sinais de infestação de xilófagos eram por demais evidentes, tendo sido sujeita a uma descontaminação profunda. Ao executar-se o novo acabamento deixaram-se visíveis os poros abertos mas tratados dos vestígios parasitantes, visando uma melhor revelação temporal da peça. Por fim, dada a inexistência dos espelhos de fechaduras originais, foram aqueles substituídos por outros em conformidade, cujo acabamento com a aplicação de folha de prata e posteriormente envelhecida contribuiu para uma charmosa harmonia desta bela peça de mobiliário.


Restauro de cómoda de estilo Dª. Maria, construída na segunda metade do séc. XIX. Marchetaria de pau-santo e motivos florais em espinheiro. Tampo em mármore de Carrara.


Restauro de mesa de encostar portuguesa em madeira de castanho. Saial recortado e decorado com entalhamentos. Séc. XVIII.


Restauro de armário de estilo Napoleão III em madeira ebanizada. Guarnições em bronze dourado e tampo em mármore de Carrara.
.........................................................................................................
Este armário, pertencente à primeira metade do séc.XIX e enquadrado no período de Napoleão III, revelava danos e desgaste no acabamento exterior em laca negra. Tinha ainda algumas faltas nos metais, que foram reproduzidos e reaplicados. O motivo central em porcelana alusivo à região de Limoges, que denunciava desgaste e ausência de cor, foi objecto de intervenção. A pedra em mármore de Carrara, quebrada numa das extremidades, foi devidamente colada e polida. Estas intervenções repuseram em evidência a beleza e originalidade da peça.


Restauro de armário louceiro com alçado, em madeiras de mogno e nogueira. Segunda metade do séc. XIX.


Restauro realizado em cadeira lacada a negro com incrustações em madrepérola e pinturas douradas. Período de Napoleão III.


Restauro de canapé de quatro lugares construído em madeira de vinhático, com tabelas recortadas e vazadas representando urnas com cisnes. Substituição do assento em palhinha. Segunda metade do séc. XIX.


Restauro de Mesa de Jogo meia-lua de estilo Dª Maria, em madeira de nogueira. Finais do séc. XIX.


Restauro de armário louceiro com alçado, construído em madeira de castanho. Motivos embutidos em madeiras exóticas e madrepérola. Primeira metade do séc. XX.


Restauro de cadeira de secretária em madeira de nogueira com entalhamentos. Pernas torneadas e assento em couro lavrado com pregaria. Meados do séc. XIX.


Execução de douramento com envelhecimento em chaise longue.


Restauro de mesa de apoio pé-de-galo com tampo basculante lacado a negro com incrustações em nácar e pintura floral. Séc. XIX.


Restauro de louceiro romântico, em madeira de vinhático. Segunda metade do séc. XIX.


Restauro de máquina de costura Frister & Rossmann, primeiro terço do séc. XX.


Restauro realizado em toucador de cómoda, em madeiras de pau-santo e pau-rosa.


Restauro de carro de cavalos. Portugal, segunda metade do séc. XIX.


Mais desenvolvimentos em: www.migueltomaz.pt/galeria_indice.php

Comentários

Mensagens populares deste blogue